Notícias

COB lança Academia Brasileira de Treinadores

ABT é mais uma iniciativa do Instituto Olímpico Brasileiro

ABT_soraya1107
Crédito: Ismar Ingber/Divulgação COB
Atribua uma nota:

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) lançou, nesta quarta-feira, dia 11, a Academia Brasileira de Treinadores (ABT). A Academia, mais uma iniciativa do Instituto Olímpico Brasileiro, tem o objetivo de melhorar o sistema de preparação esportiva no país, preenchendo a carência na formação do treinador esportivo de alto rendimento, indo ao encontro da estratégia definida pelo COB de tornar e manter o Brasil uma potência olímpica.  “A criação da Academia Brasileira de Treinadores é um sonho antigo que tenho, portanto me sinto realizado com este lançamento. Na verdade, este é um caminho fundamental que temos que percorrer para buscar a superação de um ponto crítico do esporte brasileiro”, disse o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.

“Essa é mais uma ação do Programa Geração 2016, que assim como o projeto Vivência Olímpica, levará jovens atletas aos Jogos Olímpicos Londres 2012”, disse o superintendente executivo de esportes do COB, Marcus Vinicius Freire. “Com a criação da Academia Brasileira de Treinadores nós estamos atacando um problema do esporte olímpico brasileiro vivenciado por quase todas as Confederações Brasileiras Olímpicas”, completou Marcus.

Estiveram presentes ao lançamento da ABT diversos presidentes de Confederações Brasileiras Olímpicas; integrantes do Departamento de Esportes do Comitê Organizador Rio 2016; Gerentes da Superintendência Executiva de Esportes do COB e suas respectivas equipes; treinadores, entre outros. “Este é um ponto de mudança significativo rumo ao desenvolvimento do esporte brasileiro. Eu, que nunca tive essa oportunidade, vou concorrer a uma vaga. Essa é uma ação fundamental, que estávamos precisando faz tempo. Muitos projetos no Brasil são voltados para o atleta, poucos para o treinador”, disse Georgette Vidor, coordenadora da seleção feminina de ginástica artística da Confederação Brasileira de Ginástica, presente ao lançamento da ABT.

O curso será desenvolvido através de oito módulos presenciais, outros três a distância e mais três módulos de estágio, voltados para duas áreas: Desenvolvimento Esportivo e Aperfeiçoamento Esportivo. “Diante do grande crescimento dos esportes olímpicos no Brasil, observamos uma lacuna no sistema educacional brasileiro na formação de treinadores para o esporte de alto rendimento”, afirmou Augusto Heleno, superintendente do Instituto Olímpico Brasileiro. “O IOB está totalmente alinhado à Superintendência de Esportes e ao plano estratégico do COB para alcançarmos as metas propostas para 2016”, completou Augusto Heleno.

Os treinadores formados no Curso de Esporte de Alto Rendimento serão certificados por meio de um Brevê, que o denominará Treinador Nacional em Esporte de Alto Rendimento, na área de concentração Desenvolvimento Esportivo ou Aperfeiçoamento Esportivo, dentro da classificação que lhe for concebida. As primeiras modalidades atendidas pelo curso serão atletismo, ginástica artística e natação. “Vamos atender três ou quatro modalidades por ano, com o objetivo de formar um grande numero de especialistas destas modalidades. O que, no nosso entender, vai acelerar o desenvolvimento destas modalidades e, por consequência, do esporte brasileiro”, disse Soraya Carvalho, gerente do Instituto Olímpico Brasileiro.

Os interessados em ingressar nos cursos da ABT devem ser profissionais de Educação Física, devidamente registrado no respectivo Conselho Regional de Educação Física e, preferencialmente, registrados na Confederação Brasileira da respectiva modalidade. As inscrições serão feitas conforme o edital do processo de seleção 2012, que será disponibilizado a partir de amanhã, dia 12, no site do COB (www.cob.org.br). O curso é inteiramente financiado pelo Comitê Olímpico Brasileiro, através de bolsas concedidas aos treinadores.

Consultores – A Academia Brasileira de Treinadores conta com um seleto grupo de Consultores de Honra, composto por treinadores com experiência em Jogos Olímpicos, assim como profissionais importantes ligados ao esporte olímpico brasileiro. Os Consultores de Honra são responsáveis por contribuir com as diretrizes gerais e com os aspectos técnicos do funcionamento da ABT. Os consultores anunciados até o momento são: Geraldo Bernardes, treinador olímpico de judô; Bernardo Rocha de Rezende, Bernardinho, treinador olímpico de vôlei; Nélio Moura, treinador olímpico de atletismo; Paulo Wanderley Teixeira, presidente da CBJ; Agberto Guimarães, Diretor de Esportes do Comitê Organizador Rio 2016; Marcus Vinicius Freire, Superintendente Executivo de Esportes do COB; José Roberto Perillier, Gerente Geral de Alto Rendimento do COB; Jorge José Bichara – Gerente Geral de Desenvolvimento Esportivo do COB.

“Estou bastante emocionado em fazer parte deste grupo de consultores. Esta é uma grande iniciativa do COB, já que sempre foi muito difícil ser treinador no Brasil”, afirmou Geraldo Bernardes, que foi treinador dos judocas medalhistas olímpicos Aurélio Miguel e Flávio Canto. “Quando me decidi por ser treinador de judô, tive que me mudar para o Japão para complementar a minha formação. Hoje, com a Academia Brasileira de Treinadores, isso não seria necessário”, disse Geraldo.

Instituto Olímpico Brasileiro é o departamento de educação do COB para o esporte olímpico. O seu objetivo maior é gerar e difundir conhecimento ao promover uma formação profissional de alta qualidade por meio de programas de capacitação e desenvolvimento. Em cursos, seminários, congressos e demais eventos acadêmicos e científicos, o IOB pretende contribuir de forma significativa para o amadurecimento do esporte nacional de alto rendimento.

Galeria
Crédito: 1 de

Atribua uma nota:

Aguarde...